Mergulhar cinco dentes de alho em uma jarra cheia de água ganhou popularidade entre muitas pessoas.

Para manter as funções corporais ideais, pode-se recorrer ao notável remédio do alho. À medida que as temperaturas sobem acima de 30 graus Celsius, nossos corpos podem sentir fadiga e esgotamento. Enquanto alguns recorrem a vários suplementos para se revitalizarem, vários alimentos básicos na cozinha servem como potentes elixires para o nosso bem-estar. Entre eles, destaca-se o alho, ingrediente onipresente e conhecido por realçar os sabores dos pratos.

O alho possui inúmeros benefícios além de sua utilidade culinária. O seu aroma distinto, atribuído aos alicinóides, encapsula a maior parte das suas propriedades terapêuticas. Atuando como um excelente agente antibacteriano, antiviral e antifúngico, o alho combate infecções com eficácia. Além disso, promove uma melhor circulação sanguínea, reduz a pressão arterial e os níveis de colesterol e mitiga o risco de doenças cardiovasculares.

A população tibetana utiliza frequentemente o alho para fins medicinais, elaborando um remédio tradicional centrado neste vegetal versátil. Esta preparação envolve moer 311 gramas de raízes de alho até virar pó e depois cozinhá-lo até que a água evapore. Posteriormente, incorpora-se manteiga de iaque (cerca de 600 gramas), junto com os cereais, e deixa-se fermentar por três semanas em uma jarra. Após refrigeração, a solução é consumida vinte minutos antes das refeições para máxima eficácia.

Rico em propriedades antioxidantes e antiinflamatórias, esse remédio auxilia na redução do risco de doenças cardiovasculares quando consumido de maneira correta. Reforça o sistema imunológico, prevenindo infecções com suas ações antibacterianas e antivirais. Além disso, melhora o trânsito gastrointestinal e a digestão, alivia o estresse e promove um humor positivo.

Lar